Mais de 1.500 pessoas participaram na noite da última sexta-feira (13) da festa de aniversário dos 40 anos do Instituto Defesa da Classe Trabalhadora (iDeclatra) e do escritório Gonçalves, Auache , Salvador, Allan e Mendonça (GASAM). O evento aconteceu no restaurante Madalosso e contou com a participação da ex-presidenta Dilma Rousseff, além de outras lideranças como o ex-governador Roberto Requião e a deputada federal e presidenta do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann.

“Estou muito feliz por estar aqui no aniversário do Instituto Declatra e do escritório GASAM. No processo de democratização e na sequência, a construção da nova perspectiva que foi o surgimento do Partido dos Trabalhadores e a eleição do Lula eu convivi também com um grupo de advogados trabalhistas, alguns meus familiares e outros meus grandes amigos que estão em várias outras cidades do País. Mas, sobretudo, pessoas que lutavam pelos direitos dos trabalhadores e que participavam do esforço das lutas sindicais em um País que sempre, sempre, tratou a questão dos direitos dos trabalhadores como questão de polícia. Esses advogados foram muito importantes em minha vida pessoal”, lembrou a ex-presidenta.

“As falas que aqui ouvi, do Xixo, da Jane, do Ricardo e do Nasser, representando também a Mírian e o Mauro, de que é a luta pelo socialismo que inspira sua militância trabalhista demonstra que é completamente diferente ser advogado trabalhista socialista do que ser um advogado trabalhista simplesmente. Um é profissão o outro é uma vocação”, completou.

Nascido nos anos finais da ditadura civil-militar no Brasil, o instituto e o escritório estiveram envolvidos nas principais lutas sociais do País desde então. “Enquanto houver injustiça, enquanto houver exploração do trabalho humano prestado sob subordinação, enquanto houver qualquer forma de discriminação,  o escritório e seus ideais haverão de permanecer”, afirmou o presidente do Instituto, Wilson Ramos Filho, o Xixo.

A advogada Jane Salvador destacou o fato do escritório e os membros do Instituto não serem formados pelo fator hereditário. “Nosso objetivo é que ele continue com pessoas ligadas às causas pelas quais ele surgiu. Não são os nossos filhos que continuarão, mas sim, jovens que tenham os mesmos ideais”, afirmou. “Enfrentamos muitas lutas ao longo destes anos e agora, vamos juntos, encarar e vencer o fascismo no Brasil”, completou o advogado e diretor do instituto, Nasser Allan.

Clique aqui, aqui e aqui para conferir fotos do aniversário e aqui para ver o vídeo especial apresentado durante a festa.

Fotos: Ana Beatriz Pazos | Gibran Mendes | Leandro Taques

 

Compartilhe